GUIA PARA AS FAMÍLIAS

Problemas emocionais

Os problemas inerentes aos jogos de azar originam sentimentos fortes. Os familiares podem sentir-se envergonhados, magoados, receosos, irritados, confusos e desconfiados. Tais sentimentos dificultam a resolução dos problemas. O indivíduo jogador pode mesmo negar que exista algum problema.

O isolamento é outro problema:

  • Muitos companheiros não desejam estar emocional ou fisicamente próximos do indivíduo que os magoou.
  • Muitos indivíduos atingidos pelo vício do jogo evitam as outras pessoas porque se sentem envergonhados. Isto torna mais difícil obter amor e apoio.
  • As amizades podem acabar por causa das dívidas por pagar.

Indícios de ordem emocional

O indivíduo:

  • afasta-se da família e dos amigos
  • parece ansioso, distante ou tem dificuldade em se concentrar
  • tem flutuações de humor e acessos súbitos de cólera
  • por vezes, sente-se bem consigo próprio (se estiver a ganhar)
  • queixa-se de aborrecimento ou impaciência
  • está deprimido e/ou apresenta tendências suicidas.

DE QUE MODO AS FAMÍLIAS SÃO AFETADAS? 

Problemas financeiros   Problemas emocionais e isolamento    Saúde física e mental   Desgaste   Impacto sobre os filhos   Abuso físico e emocional   Ansiedade e depressão   Risco de suicídio    O que há a fazer se algum familiar tiver ideias suicidas
×Informação disponível nos sítios: Problem Gambling Institute of Ontario e Centre for Addiction and Mental Health

Para o ajudar a tomar uma decisão sobre a possibilidade de reduzir os seus comportamentos de jogo, pode querer fazer uma avaliação mais detalhada junto de um especialista. Nesse caso, poderemos prestar-lhe informação sobre os recursos existentes em Portugal.