GUIA PARA AS FAMÍLIAS

O que há a fazer se algum familiar tiver ideias suicidas

.
O familiar poderá ter pensamentos suicidas se apresentar os sintomas seguintes:
.
♦ tem alterações de comportamento, na aparência pessoal ou de humor.
♦ parece deprimido, triste ou afastado.
♦ distribui bens de valor.
♦ fala sobre o suicídio e afirma que tem um plano.
♦ faz um testamento ou fala sobre os seus desejos finais.
 
Como ajudar:
.

  1. Leve a pessoa a sério. 
  2. Mantenha-se calmo e escute. 
  3. Não sub-reaja. 
  4. Envolva outras pessoas. 
  5. Chame o 112 se necessário. 
  6. Contacte o médico dessa pessoa. 
  7. Revele interesse. 
  8. Mantenha o contacto visual 
  9. Se apropriado, utilize a linguagem corporal, por exemplo, movimentando-se para perto da pessoa ou segurando a sua mão. 
  10. Faça perguntas directas. 
  11. Tente saber se a pessoa possui planos específicos e qual o método de suicídio que está a ser considerado. 
  12. Não prometa confidencialidade. Poderá ter necessidade de falar com amigos, familiares ou técnicos de saúde. 
  13. Reconheça os sentimentos da pessoa. 
  14. Seja empático e não crítico. 
  15. Ofereça confiança. 
  16. Realce o facto de o suicídio constituir uma solução permanente para um problema temporário, lembrando a pessoa de que existe ajuda e que as coisas irão melhorar.

Linhas de apoio:

sos-servico-nacional-de-socorro  sos-voz-amiga  telefone-da-amizade-porto  sos-estudante  sos-telefone-amigo-coimbra  escutar-voz-de-apoio

Informação da Sociedade Portuguesa de Suicidologia

DE QUE MODO AS FAMÍLIAS SÃO AFETADAS? 

Problemas financeiros   Problemas emocionais e isolamento    Saúde física e mental   Desgaste   Impacto sobre os filhos   Abuso físico e emocional   Ansiedade e depressão   Risco de suicídio    O que há a fazer se algum familiar tiver ideias suicidas
×Informação disponível nos sítios: Problem Gambling Institute of Ontario e Centre for Addiction and Mental Health