Os testes  podem ajudá-lo a decidir se deve procurar uma avaliação formal sobre o seu comportamento perante o jogo. Saiba Mais

RASTREIO DO JOGO COMPULSIVO

Este pequeno  teste  pode ajudá-lo a decidir se deve procurar uma avaliação formal sobre o seu comportamento perante o jogo:

Brief bio-social screen*

Teste brief bio-social screenA resposta “sim” a uma das perguntas anteriores pode significar que está atualmente em risco acrescido de desenvolver ou sofrer problemas relacionados com o jogo.

Teste brief bio-social screen 2*Gebauer, L., LaBrie, R. A., Shaffer, H. J. (2010). Optimizing DSM IV classification accuracy: a brief bio-social screen for detecting current gambling disorders among gamblers in the general household population. Canadian Journal of Psychiatry , 55(2), 82-90.

A decisão de jogar, reduzir os seus comportamentos de jogo, ou simplesmente parar de jogar, é sua. Se  deseja mudar os seus comportamentos de jogo, tem esse poder.

Para o ajudar a tomar uma decisão sobre a possibilidade de reduzir os seus comportamentos de jogo, pode querer fazer uma avaliação mais detalhada junto de um especialista. Nesse caso, poderemos prestar-lhe informação sobre os recursos existentes em Portugal.

QUESTIONÁRIOS

 Questionário CPGI

Um auto-teste pode ajudá-lo a identificar e a reflectir acerca do seu potencial de risco pessoal.
Este questionário baseia-se no Canadian Problem Gambling Index e ajudará o leitor a decidir se precisa de alterações na prática do jogo. Assinale a resposta que considerar verdadeira e some os resultados no final:

Nos últimos 12 meses
Questionário CPGI-2Quanto mais elevado for o resultado, maior é o risco de o jogo constituir um problema
Resultado total:
0: Jogo não problemático
1 ou 2: Jogo de baixo risco que causa pouco ou nenhum prejuízo
3 até 7: Jogo de risco moderado que causa alguns problemas
8 ou mais: Jogo problemático que causa problemas e talvez esteja fora de controlo

Para o ajudar a tomar uma decisão sobre a possibilidade de reduzir os seus comportamentos de jogo, pode querer fazer uma avaliação mais detalhada junto de um especialista. Nesse caso, poderemos prestar-lhe informação sobre os recursos existentes em Portugal.

.

Teste Jogadores Anónimos

Instrumento de Diagnóstico

Escala retirada de “Jogadores Anónimos” e validada “cientificamente” como instrumento diagnóstico para a definição de jogador compulsivo

Teste Jogadores AnonimosUm jogador compulsivo responderá afirmativamente a pelo menos 7 perguntas 

Para o ajudar a tomar uma decisão sobre a possibilidade de reduzir os seus comportamentos de jogo, pode querer fazer uma avaliação mais detalhada junto de um especialista. Nesse caso, poderemos prestar-lhe informação sobre os recursos existentes em Portugal.

GUIA PARA PESSOAS JOGADORAS COMPULSIVAS

Esta página foi extraída de um guia que se encontra  disponível online nos sítios das entidades que referenciadas. Destina-se às pessoas afetadas pelo jogo problemático. Se o próprio leitor/a tiver este tipo de problema, recomendamos que consulte algumas páginas do nosso sítio.

Riscos e recompensas do jogo   Possíveis consequências dos jogos de azar   Sintomas de ansiedade e depressão   Risco de suicídio   O que é o aconselhamento?  Enfrentar os impulsos do jogo   Enfrentar os problemas. Evitar recaídas   Apaziguar as relações familiares   Ter controlo do jogo. Pôr as finanças em ordem

×Informação disponível nos sítios: Problem Gambling Institute of Ontario e Centre for Addiction and Mental Health

Para o ajudar a tomar uma decisão sobre a possibilidade de reduzir os seus comportamentos de jogo, pode querer fazer uma avaliação mais detalhada junto de um especialista. Nesse caso, poderemos prestar-lhe informação sobre os recursos existentes em Portugal.

GUIA PARA AS FAMÍLIAS

Introdução

Esta página foi extraída de um guia que se encontra  disponível online nos sítios das entidades que referenciadas. Destina-se àqueles que estiverem preocupados/as com pessoas afetadas pelo jogo problemático. Se o próprio leitor/a tiver este tipo de problema, recomendamos que consulte algumas páginas do nosso sítio.

Talvez uma pessoa importante para si esteja envolvida no jogo problemático de uma forma preocupante. Ou até o facto de um familiar jogar possa estar a originar problemas financeiros e familiares, causando-lhe aborrecimento e confusão.

A maioria das famílias que enfrenta problemas inerentes ao jogo problemático pretende saber como poderá recuperar o controlo da sua vida. Esperamos que o guia possa ajudar.

De que modo as famílias são afetadas?

Frequentemente, as famílias sabem que há algo errado — mas não exatamente o que está errado. Os indivíduos viciados no jogo podem esconder ou mentir quando se pergunta onde estiveram ou em que gastaram o dinheiro. É isto torna o problema difícil de reconhecer.

Eis alguns sinais habituais relativos ao jogo problemático. Quanto mais indícios se notar, mais probabilidades existem de o jogo constituir um problema:
.

Problemas financeiros   Problemas emocionais e isolamento    Saúde física e mental   Desgaste   Impacto sobre os filhos   Abuso físico e emocional   Ansiedade e depressão   Risco de suicídio    O que há a fazer se algum familiar tiver ideias suicidas

KIT DE AUTOAJUDA DESENVOLVIDO NA HARVARD MEDICAL SCHOOL

 

“Se o jogo está a afetar a sua vida e se começa a pensar em mudar, então já deu o primeiro passo. Este guia irá ajudá-lo a perceber o jogo, a descobrir se precisa de mudar, bem como a decidir sobre como lidar com o verdadeiro processo da mudança. Se está, de alguma maneira, preocupado com a sua conduta de jogo, então este guia é para si.”

O que é o jogo?

Jogar, no sentido usado neste sítio, é simplesmente apostar alguma coisa baseando-nos no resultado de um acontecimento antes da ocorrência do mesmo. Geralmente, as pessoas jogam porque esperam conseguir ganhar algo de grande valor. Jogar inclui tudo, desde a compra de um bilhete de lotaria ou uma simples raspadinha, ao jogo do bingo ou apostas em resultados de eventos desportivos.

O que é o vício do jogo?

“Vício do jogo” é jogar até ao ponto de isso causar problemas emocionais, familiares, legais, financeiros ou outros problemas ao jogador e às pessoas ao seu redor. O vício do jogo pode tornar-se pior com o tempo e os problemas relacionados com o jogo poderão variar numa escala entre moderado e grave.

Quais são alguns dos sinais do vício do jogo?

Quando as pessoas têm problemas de jogo, muitas vezes sentem que precisam de apostar mais dinheiro e com mais frequência, sentem-se irritadas quando tentam parar, pensam que, para recuperarem o dinheiro, não podem desistir. Isto pode levar a uma maior tendência para o jogo, apesar das perdas financeiras, como à perda de confiança por parte dos amigos ou de pessoas queridas. De uma forma geral, as pessoas com problemas de jogo geralmente gastam uma grande parte dos seus rendimentos no jogo.

Existem muitas pessoas com problemas de jogo? 

Se o jogo se está a tornar num problema para si, então não está sozinho. Pesquisas mostram que 1.1% da população adulta dos EUA e do Canadá teve graves problemas com o jogo no ano passado. Além disso, ainda outros 2.2% da mesma população tiveram pelo menos alguns problemas por causa do jogo no ano passado. Tendo como base um censo recente realizado nos EUA, o total destas estimativas representam 7 milhões de pessoas apenas nos EUA.

E se for a minha vez de ganhar?

Algumas vezes, as pessoas que jogam têm tendência para pensar que finalmente será sua vez de ganhar, mas provavelmente não é.  Aqui está o “porquê”: o jogo baseia-se no acaso, na probabilidade e em factos aleatórios. Se tiver uma probabilidade de 50-50 de vencer um jogo, não importa o número de vezes que ganhou ou perdeu no passado. Na próxima vez que jogar as suas probabilidades de ganho continuarão a ser de 50-50.

Existem determinados jogos que poderão levar mais facilmente a problemas de jogo?

De certa forma, todos os tipos de jogo são perigosos. Os jogos de retorno rápido, como é o caso de lotarias de vídeo, máquinas de slot e raspadinhas são geralmente mais arriscados. Contudo, os problemas de jogo poderão desenvolver-se jogando qualquer tipo de jogo.

Problemas de dinheiro

Outra maneira de entender a forma como joga é tentar considerar o impacto financeiro que isso tem sobre si. Muitos jogadores problemáticos passam por vários tipos de problemas de dinheiro. Por exemplo, alguns jogadores problemáticos têm sempre falta de dinheiro apesar de terem rendimentos razoáveis, enquanto que outros pedem emprestado, empenham-se, chegando até a roubar para conseguirem “dinheiro rápido” para poderem jogar.

O que posso fazer para lidar com o desejo de jogar?

O desejo de jogar é normalíssimo numa pessoa que está a tentar reduzir as vezes que joga. Muitas vezes é bastante difícil lidar com esses desejos, mas com a prática conseguirá lidar com esses sentimentos sem se deixar vencer pelos mesmos. Poderá vir a reparar que após deixar de jogar ou após ter reduzido o número de vezes que joga terá mais desejo de jogar que aquele que tinha anteriormente. Isso é normal. O importante é que reconheça que esses desejos são temporários e que irão passar. Aqui estão algumas sugestões. Concentre-se em fazer outras coisas. Substitua as coisas da sua vida que associa ao jogo por outras atividades que o ajudem a não pensar no jogo. Descubra novas e agradáveis formas de passar o seu tempo. Mais importante que tudo, pense nas coisas que gostava de fazer antes de o jogo se ter tornado parte da sua vida.
Faça uma lista das coisas que gostava de fazer antes de o jogo se ter tornado numa parte da sua vida.

Volte a envolver-se nestas antigas atividades

Pode até dar-se o caso de se ter esquecido de como apreciava realizá-las anteriormente. Conserve sempre esta lista consigo, de forma a poder consultá-la se, a qualquer momento, sentir o forte desejo de jogar. Se o desejo for tão forte que não consegue concentrar-se na sua nova maneira de pensar ou numa atividade da sua lista, então diga: “Pronto, talvez eu jogue daqui a 10 minutos.” Depois espere 10 minutos. Se o desejo não tiver passado, continue a dizer para consigo que vai esperar apenas mais 10 minutos. Encontre outras coisas da lista que elaborou para se ocupar durante cada intervalo de 10 minutos. Com o tempo, o desejo de jogar vai passar.

Telefone ou visite alguém que possa confiar

Agora, telefone ou visite um amigo ou membro da família em quem possa confiar. Fale-lhe dos seus desejos de jogar e de como está a tentar lidar com esses sentimentos. Tanto os amigos como a família que apoiam a sua decisão de mudar vão ter um papel muito importante em ajudá-lo a alcançar os seus objetivos. Algumas pessoas à sua volta, contudo, podem não querer que mude e essas pessoas poderão potencialmente encorajá-lo a jogar. Se conhece alguém que possa vir a fazê-lo evite o contacto com essa pessoa – especialmente se estiver a passar por um período em que deseja jogar.

E se eu jogar e não quiser mesmo fazê-lo?

Se reparar que tem jogado, apesar de estar a tentar parar, não está sozinho. Muitas pessoas descobrem que é preciso muitas tentativas para pararem ou reduzirem o jogo. Parar ou reduzir o jogo é algo muito difícil de fazer e poderá não conseguir fazê-lo na primeira vez que realmente tentar. Lembre-se, contudo, que muitas pessoas nem sequer chegam tão longe. Ao pedir informações e ao pensar na mudança já deu início a uma jornada no sentido de uma vida mais segura, feliz e mais saudável. Se joga, ainda que não queira mesmo fazê-lo, isso não quer dizer que nunca vai conseguir parar. Continue a tentar, continue a falar com pessoas em quem confia e continue a pedir ajuda. Voltar a jogar não torna os seus objetivos menos valiosos nem menos possíveis.

×Informação incluída no kit de auto-ajuda desenvolvido na faculdade de Harvard Medical School